NOTA: A quem consulte e aprecie este blogue e possa contribuir com comentários, críticas ou correcções têm a minha consideração.
Aqueles que por seu entendimento, possam ser proprietários de alguns elementos fotográficos, e pretendam a retirada dessa foto, agradeço que me seja comunicada para evitar constrangimentos pessoais.

Obrigado.

1 de abril de 2013

Casa da Varziela, Vilela



Rua da Varziela, Vilela, Paredes - Portugal

O brasão dos "Barbosa" encontra-se numa casa de granito parcialmente remodelada e com franca importância histórica na região Paredes, especialmente na freguesia de Vilela.
Lá terá vivido e terá falecido no decorrer dos finais do séc. XVI e princípios do séc. XVII, Gaspar Barbosa Cabral e posteriormente seus familiares terão ampliado sua casa com capela, conforme brasão pintado no tecto, cujos apelidos se tornam difíceis de leitura.
Por cedência de sua actual proprietária, foi-nos oferecido cópia de um documento que resume um pouco as origens daquela casa e seu brasão.
Leia-se:
" IN MEMORIUM 
Gaspar Barboza Cabral 
Fidalgo da Casa Real, senhor de Varziela


Filho de Jorge Barboza Cabral, Fidalgo da Casa Real e de sua mulher Dª. Madalena Rangel, senhora da Varziella.
Militou, Gaspar Barboza Cabral nas praças Portuguesas do Norte de África e combateu na famosa Batalha de Alcácer-Quibir, com cavalos e armas de sua casa. Sofreu cativeiro em Marrocos, como todos os combatentes que não morreram, resgatou-se à sua custa. Seu irmão Baltazar Barboza Rangel foi seu companheiro de armas e com ele combateu em Tanger, na tomada da praça de Arzilla e finalmente em Alcacer-Quibir.
É Gaspar Barboza Cabral neto de Gregório Arnes de Barboza, Cavaleiro Fidalgo da Casa Real, Cavaleiro da Ordem de Cristo e de sua mulher Dª. Catarina Dias Cabral, sobrinha-neta de Pedro Alvares Cabral, descobridor do Brasil.
Gregório Arnes de Barboza militou também em África sendo armado Cavaleiro pelo Duque de Bragança, D. Jaime no Cêres de Azamor e dispensado, pela sua nobreza, das Fintas para o dote de casamento da Princesa Dª: Isabel com o Imperador Carlos V.
Por sua vez, Gaspar Barboza Cabral, também bisneto de Gonçalo Arnes de Barboza, Cavaleiro da Ordem de Cristo, senhor do Solar de Barboza, em S. Miguel de Rans e terceiro neto de João Fernandes de Barboza, senhor das quintas de Avelleda, Beco e Chelo e do solar de Barboza e de sua mulher Dª: Genebra de Magalhães, irmã de Fernão de Magalhães, o primeiro navegador que deu a volta ao mundo.
Gaspar Barboza de Cabral, viveu na casa da Varziella, da paróquia de S. Estevão de Vilela e nessa casa morreu a 25 de Maio de 1610. Por sua determinação, o seu corpo, foi sepultado dentro do Mosteiro de Vilela."

3 comentários:

  1. Boa noite,

    Lição bem estudada!
    Pena que esta casa tendo a importância histórica que nos afigura ter, não seja mais divulgada para que se saiba que os "descobridores de novos mundos do séc XVI" tem tentáculos no concelho de Paredes.

    Uma casa deitada ao esquecimento como outras que se não fosse a carolice de alguns, nunca seriam divulgadas.

    Por isso, bem haja e obrigada pela divulgação, pois com toda a certeza outras mais se seguirão!

    ResponderEliminar
  2. Boa tarde. O senhor tem alguma Planta da Quinta? Precisava que me respondesse o mais rápido se possivel.
    Obrigado

    ResponderEliminar
  3. Conheci pessoalmente tal casa que já não pertence aos descendentes desses figaldos. Sou brasileiro mas meu bisavô (Alvaro Cesar Nogueira de Seabra)era o dono do mosteiro de vilela. Se quiser o que possuo a respeito de tal mosteiro entre em contato (edgar.m.s.ribeiro@aasp.org.br)

    ResponderEliminar